Comentários sobre a prova de redação da UFPR

A surpresa da prova de redação da UFPR deste ano ficou por conta de não haver surpresa. Além de versar sobre temas simples e corriqueiros, que não exigiram elevado nível de conhecimento e informação por parte dos candidatos, só incluiu os gêneros textuais mais tradicionais: um resumo, uma progressão de texto, dois textos opinativos e uma interpretação de charge, modalidades textuais exaustivamente trabalhadas ao longo do nosso curso. Todos os enunciados foram acompanhados de “dicas”, o que certamente auxiliou os menos preparados. Enfim, a prova mais fácil da UFPR dos últimos anos.

Confira a seguir a análise das questões.

 ImagemImagem 

As orientações no enunciado mostram claramente o que deve ser feito, indicando uma espécie de roteiro a ser seguido. Por ser um resumo de um texto de autoria de terceiros, fundamental que seja escrito em 3ª pessoa, apresentando-se claramente o posicionamento da autora já na introdução (a colunista é contra o tratamento de “doutor” para médicos e profissionais da área de Direito).

Em seguida, devem ser demonstrados os argumentos da autora: para ela, essa forma de tratamento representa a opressão das classes mais privilegiadas sobre os menos favorecidos, cuja origem, no Brasil, é histórica e, na atualidade, só acentua as desigualdades sociais. Adequado também é mencionar a conclusão da autora: ela se mostra indignada com o fato de a maioria dos médicos e advogados fazerem questão de receber o título de “doutor”.

A referência à fonte do texto deve ser feita no início do resumo, ao ser enunciada a tese da autora. Colocar a autora como protagonista do texto é indicado a cada nova ideia apresentada.

 Imagem 

Inicialmente, é preciso deixar claro que se deve redigir um texto, não responder a um questionário. Antes, portanto, de responder à questão proposta, é interessante contextualizá-la. Deixar claro, por exemplo, que o Brasil vem colhendo uma sucessão de fracassos em todos os índices que medem a qualidade da educação. Desse modo, torna-se mais fácil defender reformas no ensino médio. Tais reformas, entretanto, não devem estar pautadas, como diz o enunciado, em mudanças curriculares. Nada, portanto, de propor aumento de carga horária nesta ou naquela disciplina.

Aumentar a carga horária letiva, aproximar mais da vida prática os conteúdos ensinados, criar mecanismos para estimular a carreira docente e investir na qualificação desses docentes são apenas algumas das possibilidades de atender à proposta.

Por fim, não há necessidade de fazer referência à notícia.

 ImagemImagem 

Antes de concordar ou não com a opinião de Nelson Rodrigues, é preciso identificá-la claramente. O cronista defende que a violência no futebol é inerente à natureza do ser humano e que a disciplina é mera convenção que existe para ser violada, ainda que julgue esse fato lamentável.

A verdade é que se já em meados do século 20 jogadores de futebol brigavam e torcedores se exaltavam, o nível de violência hoje atinge proporções que Nelson Rodrigues talvez não tenha imaginado. Fatos recentes devem auxiliar o candidato a marcar sua posição sobre isso.

 Imagem 

Uma continuação coerente para o texto assim deve iniciar com expressões como “Depois disso”, “A partir daí” ou “De lá para cá, muita coisa mudou”, apresentando os elementos que caracterizam as mudanças na configuração familiar, decorrente, principalmente, das conquistas obtidas pela mulher na sociedade e a consequente aceitação da dissolução dos casamentos. Isso propiciou o surgimento das “famílias plurais”, ou seja, famílias constituídas pela incorporação de integrantes de casamentos anteriores.

Importante ressaltar que o texto deve manter a linguagem e o tipo do discurso original, na 1ª pessoa do plural. Como o enunciado orienta, não é preciso concluir o texto. Melhor até não fazê-lo, para não comprometer a qualidade da argumentação.

E um último comentário. A continuação deve iniciar em nova linha, abrindo-se novo parágrafo. Sim, o parágrafo anterior contém uma única frase! Aliás, ao indicar no enunciado que o candidato deveria escrever um ou dois parágrafos, a UFPR derrubou a tese que muitos professores de cursinho por aí defendiam…  

 Imagem 

Por parodiar a fotografia da ocupação da ilha japonesa, o entendimento da charge só se completa para o leitor que a conhece, o que, convenhamos, é pouco provável, ainda que se trate de uma imagem famosa. Por isso, a UFPR anexou a cena à questão.

O candidato deve produzir um texto expositivo – não opinativo, portanto – apresentando o ponto de vista do cartunista Paixão sobre a Rio+20. Para isso, é necessário identificar os personagens presentes na charge (membros participantes da Conferência) e descrever brevemente a cena: eles fincam a bandeira do evento sobre um planeta devastado pelo desmatamento e poluição.

A publicação da charge marca a abertura do evento e deixa clara a intenção do cartunista de louvar o empenho daqueles que lutam por um mundo sustentável. Ao criar um intertexto com a foto histórica, o autor enfatiza, ainda, que não há vitória sem luta.  

About these ads

Sobre correta

A Correta foi fundada em 1999, prestando assessoria em língua portuguesa. Trabalhamos com a revisão e correção de trabalhos acadêmicos, obras literárias, redações escolares, textos publicitários, jornalísticos, entre outros. Também oferecemos cursos de redação, interpretação e produção de textos para vestibular, concurso, capacitação profissional ou aprimoramento pessoal. Desde 2003, oferecemos também reforço escolar para alunos com dificuldades em qualquer disciplina do Ensino Fundamental e Médio. Nossa sede conta com salas de aula, salas de estudo e biblioteca na região central de Curitiba, na Av. Vicente Machado, 160, cj. 22, próximo ao Shopping Omar, Curso Positivo e ao TRT.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Comentários sobre a prova de redação da UFPR

  1. Vitor disse:

    Acredito que em todos os textos fiz exatamente o que o professora citou aqui…o único que fiquei com duvidas agora se realmente fui bem, seria o segundo texto, pois em uma das mudanças citei a implementação de uma matéria sobre politica para melhorar o interesse dos jovens a respeito. Sera que fui contra o que o enunciado havia pedido???

  2. Welington disse:

    No texto de Nelson Rodrigues, era pra citar 2 acontecimentos em estadios, citei o quebra quebra no estãdio do couto pereira em 2009/2010 por rebaixamento, e por infelicidade citei que em 2004 citei que o Atletico pr havia sido tbm rebaixado e houve um quebra quebra, sendo que depois fui averiguar melhor, o motivo foi outro, e nao foi na data de 2004, será descontado muita nota?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s